terça-feira, 6 de maio de 2014

Os teus olhos

Os teus olhos são o meu mundo, o meu horizonte, tudo o que consigo ver. Essa cor esverdeada faz-me lembrar o mar  num dia de inverno. O teu ar rebelde são todas as ondas ferozes que tenho de enfrentar, são todas as gotas salgadas em que banho o meu corpo. Em ti. vejo a eternidade que a vida me tira. Um dia, adorava saber o que vês, como vês e o que finges não ver. Talvez seja intromissão excessiva mas esse desejo é forte. Uns olhos como os teus não podem ver o mesmo que os meus. Pobres coitados, pretos, de uma cor tão escura quanto o resto do mundo, de uma falta de vivacidade total, contrastante com a luz dos teus olhos. Tu sorris e eu vejo um longo e bonito sorriso verde. Acanho-me, pergunto-me se tenho lugar em tudo o que vês. Enquanto olhares para o mundo, o sol continuará a nascer, enquanto for o teu mundo, continuarei a escrever.

Sem comentários:

Enviar um comentário