quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Ela

Há sempre alguém que te encontra e te faz reencontrar. Há sempre alguém que te devolve. Ela chega não sabes como e diz não sei bem o quê. A única certeza que tens é a de que te conquistou. Aí percebes que o vazio se foi, a dor adormeceu e o corpo volta a querer. É ela que te quer, que te deseja, por tudo o que encontrou em ti e que tu julgavas estar perdido. Por que é ela? Não sabes explicar, só sentir. O porquê de seres tu? Não percebes, ela não sabe justificar, apenas sentir. E o teu mundo, que parecia grande demais para ti, de repente, vira pequeno demais para os dois. Não importa o quanto tens de palmilhar até estares ao seu lado, nada será tão distante quanto o que tiveste de percorrer até encontrá-la. E assim voltas a confiar num coração, num rosto, num amor. É ela, quem diria que seria ela... Aconteceu, não sabes bem como, mas sabes porquê: É ela.

Sem comentários:

Enviar um comentário